Por que hotéis não têm quarto número 13?

Por Room5 Brasil,

Não é raro encontrar nos mais diferentes países do mundo hotéis que misteriosamente pulam do andar 12 para o 14 – e também na numeração dos quartos. Para os supersticiosos, a explicação para esta contagem inusitada é simples: caso tenha o azar de dormir em um quarto número 13, você possivelmente precisará de um agente funerário para fazer o checkout no seu lugar.

Para evitar que os clientes peçam o tempo todo para mudar de quarto e não ter que lidar com um quarto sempre desocupado, os hotéis preferem simplesmente suprimir o número maldito. Além disso, não espere encontrar quarto 17 em alguns hotéis da Itália, ou um quarto 4 na China. Nestas culturas, estes números também são sinônimos de azar.

Mas qual seria a história na origem deste peculiar temor?


O gato Kaspar do hotel The Savoy

Kaspar, o sinistro gato do hotel The Savoy, em Londres.

É uma história bastante anedótica (mas – spoiler! – termina de forma sinistra). No lendário hotel The Savoy, em Londres, sempre que um jantar recebia 13 convidados, o hotel tratava de posicionar no ambiente uma estátua de um gato preto, chamado Kaspar, com objetivo de incluir um décimo quarto convidado.

Durante 86 anos, a estátua art déco criada pelo designer Basil Ionides se sentou à mesa do Savoy, com uma toalha enrolada no pescoço, acompanhando o jantar dos 13 azarados para deixá-los mais tranquilos. O gato Kaspar (na assustadora foto acima) tinha direito inclusive a um prato diante de si. Ele acabou ganhando o apelido de “O 14º convidado” e pode ser visto atualmente no restaurante do hotel, o Kaspar’s Seafood Bar & Grill, na capital inglesa.

Achou insólito? A história do nascimento de Kaspar revela que havia motivos para temer.

Voltamos até uma noite de 1898, logo depois da fundação do luxuoso hotel, que foi o primeiro a ter luz elétrica e chegou a receber Monet como um de seus artistas residentes. Naquela noite, o magnata dos diamantes Woolf Joel estava prestes a receber 14 convidados para um jantar no palácio do The Savoy. Um dos comensais, que seria o 14º, acabou cancelando no último minuto.

Entre os 13 que sobraram, havia um bastante supersticioso. E ele teve então uma premonição: o primeiro a se levantar da mesa naquela noite encontraria a morte. O magnata, que não acreditava neste tipo de delírio, foi o primeiro a ir embora. Ele de fato dormiu uma noite de sono tranquilo. Mas acabou morrendo algumas semanas depois, assassinado a tiros em seu próprio escritório.


Por que não existe 13º andar no meu hotel?

Ops... onde está o botão para o andar número 13?

Às vezes a gente não lembra o número do quarto e só vai se dar conta quando já está no elevador. Que tal apertar o botão 13?

Com frequência, e principalmente nos Estados Unidos, o andar número 13 dos hotéis é reservado exclusivamente para os funcionários. Às vezes ele é indicado por um M (13 em latim).

Quase 80% dos arranha-céus americanos, incluindo hotéis, não têm botão número 13 no elevador! Acontece que estes prédios muito altos, quando foram criados, eram bastante criticados. Então, para espantar o azar (e evitar, por exemplo, uma queda do edifício!), era comum suprimir o andar 13.

Também acontece de alguns clientes se recusarem a dormir em um andar 13. Então alguns hotéis improvisam. O Sheraton The Falls, no Canadá, decidiu, por exemplo, instalar seu restaurante no pavimento maldito.


Triscaidecafobia, uma fobia pouco conhecida

A triscaidecafobia, que a gente prefere chamar simplesmente de superstição (até porque a pronúncia é de enrolar a língua), é o medo irracional do número 13, este coitado acusado de dar azar.

Muita gente até inventa uma história pessoal para justificar o medo: um acidente que aconteceu num dia 13, o décimo terceiro biscoito de um pacote que estava com um gosto estranho e deu dor de barriga, etc.

3 explicações para o medo número 13

Um símbolo hebreu

No alfabeto hebraico, o MEM é a 13ª letra. E ela pode também simbolizar a morte na palavra “Maveth”.

 

Uma superstição cristã

Jesus, depois de traído por Judas, foi entregue aos romanos após a Ceia. E quem era Judas, o traidor? O 13º apóstolo presente naquele último jantar.

 

Um elemento da mitologia nórdica

#Chateado por não ter sido convidado para o jantar dos 12 deuses do panteão, Loki, deus viking vingativo, resolve aparecer mesmo assim e… mata o deus do amor.

 

Mas acima dessas histórias todas, existe a crença segundo a qual a gente pode nunca mais acordar, caso durma em um quarto de número 13….

Esse número é tão temido que:

  • Algumas ruas não têm casas de número 13 (28% das ruas britânicas!).
  • A Air France eliminou as fileiras número 13 de alguns de seus voos.
  • Não existe carro número 13 nas corridas de Fórmula F1.
  • E muitos hotéis não possuem quarto 13 ou andar número 13.