Do México ao Japão, os lugares mais incríveis para conhecer com crianças

Por Isadora Alfers,

Já pensou em levar as crianças para ver o mar do Havaí, ou para passear com os elefantes na Tailândia? E por que não para aprender os ideogramas japoneses em Tóquio? Provavelmente, essas não são as primeiras opções de destinos que vêm à cabeça de pessoas que viajam com pequenos.

Para sair um pouco da rotina e ir além dos lugares com parques de diversões, perguntamos, a mães de famílias que estão sempre com o pé na estrada, quais foram os destinos mais incríveis que as crianças conheceram. A resposta resultou em uma lista de lugares impressionantes com direito a dicas para viajar com as crianças.

 


Descobrindo o Japão e as praias da América Latina


Algumas cidades conquistam o coração e o interesse das crianças. Os filhos de Luciana Misura, do blog Colagem, ficaram fascinados com a urbanização peculiar de Tóquio e se divertiram muito nas praias do México e do Panamá.

Na lista de lugares que as crianças mais gostaram estão:

 

Tóquio (Japão)

Luciana Misura e filhos


Luciana Misura e filhos em Tóquio – Foto: © luciana.misura.org

A capital do Japão impressionou pela cultura muito diferente da Ocidental, os letreiros luminosos escritos em ideogramas, a culinária e as roupas das japonesas, os coloridos yukatas. Além disso, a cidade tem uma ótima infraestrutura para receber turistas e muitas opções de acomodações com diárias a partir de R$150.

“Tóquio é excelente pra quem viaja com crianças pequenas, apesar de ser uma metrópole com milhões de habitantes. Minha filha ficou tão apaixonada pelos lugares, comida, roupas, até televisão! Ela ficava assistindo mesmo sem entender nada e falou que queria morar lá (e olha que ela não tinha falado isso de nenhum lugar que nós visitamos)”, conta Luciana.

 

Riviera Maia (México)

Luciana Misura e filhos


Luciana Misura, Gabriel Misura e os filhos em Playa del Carmen – Foto: © luciana.misura.org

A Riviera Maia é uma região localizada no estado de Quintana Roo, no México. O corredor turístico tem mais de 120 km e é conhecido como o Caribe Mexicano, onde há uma variada oferta de hotéis e resorts na praia com preços bastante acessíveis, a partir de R$70.

A família da Luciana gostou tanto do lugar que já foi à Riviera Maia mais de uma vez: “As crianças amaram as praias e todos os passeios que fizemos”, conta Luciana.

Além das belezas naturais, o show de música e dança folclórica mexicana é uma ótima atração para curtir com a família. Luciana conta que a filha se emocionou assistindo à apresentação: “Ela viu o show inteirinho sem piscar ou reclamar”.

 

Ilhas San Blás, Panamá

Luciana Misura e filhos

Gabriel Misura e filho em San Blás – Foto: © luciana.misura.org

O terceiro destino preferido das crianças é o arquipélago de San Blás, no Panamá, que é composto por mais de 300 ilhas banhadas pelo mar do Caribe. As ilhas são praticamente apenas habitadas por índios Kunas e a estrutura turística busca respeitar os nativos e as qualidades naturais do local.

Nas ilhas, as crianças tiveram experiências incríveis e aprenderam sobre os hábitos dos nativos. Luciana conta algumas memórias da viagem: “Fomos a todos os lugares de barco, vimos os índios pescando em suas canoas, trazendo os peixes pro jantar, e as índias fazendo seus bordados, tudo muito diferente e curioso. Que criança não gosta de um pouco de aventura, morar em uma ilhazinha por uns dias?”.

Luciana Misura e filhos

Foto: © luciana.misura.org

Luciana compartilhou alguns conselhos para famílias que vão passear por Tóquio, Riviera Maia, ou Ilhas San Blás.

Por exemplo, no Japão, ela conta que os bebês são muito bem recebidos em lugares públicos, mas que as japonesas não amamentam na frente de todo mundo. Por isso, é bom procurar lugares mais reservados para amamentar e usar uma manta para cobrir o seio. Sobre as papinhas para bebês, Luciana dá a dica para os pais levarem a comida de casa, já que a variedade de papinha pronta no Japão é pouca e muitas são à base de peixe.

No México, Luciana garante que os anfitriões recebem muito bem famílias e aprovou como “excelente” a infraestrutura da Riviera Maia.

Por outro lado, ela alerta que em San Blás, os recursos são muito mais limitados: “Tem que estar preparado pra infraestrutura mínima. Pegar um teco-teco pra chegar em determinadas áreas, tomar banho frio, não é um lugar que tem supermercado pra comprar algo que esqueceu, muito menos telefone e internet. Tem que pensar em tudo e levar tudo, de fraldas a lanchinho e salva-vidas para as crianças”.

 


Novas culturas e mais contato com a natureza na Tailândia e nos EUA


As filhas de Sut-Mie Guibert, autora do blog “Viajando com Pimpolhos”, já viajaram bastante pelo mundo com os pais. Mas os lugares que mais impressionaram as meninas foram os mais naturais, onde os animais circulam soltos e onde elas podem brincar o dia inteiro na praia.

Na lista de lugares favoritos das crianças estão:

 

Bangkok (Tailândia)

Sut-Mie Filhas

Foto: © viajandocompimpolhos.com

A Tailândia é um país do sudeste asiático de população predominantemente budista. Só a capital, Bangkok, tem mais de 3.000 templos budistas.

Na Tailândia, as filhas de Sut-Mie conheceram uma cultura muito diferente e se encantaram com os templos e os Budas dourados. As meninas também tiveram a oportunidade de viver experiências bem diferentes do cotidiano: “Elas passearam de elefante e deram comida para os gigantescos animais”, conta Sut-Mie.

O custo-benefício da hospedagem na cidade também é muito atraente. É possível ficar em hotéis 5 estrelas em Bangok pagando R$250 por noite.

 

Havaí (Estados Unidos)

Viajando com pimpolhos

Foto: © viajandocompimpolhos.com

O Havaí é um estado dos Estados Unidos, arquipélago composto de ilhas de origem vulcânica localizado no Oceano Pacífico. O vulcão mais ativo do mundo, o Kilauea, está no Parque Nacional dos vulcões, na ilha havaiana Big Island.

Lá, a família de Sut-Mie também se encantou com o contato com a vida selvagem: de Sut-Mie: “Vimos focas dormindo na praia e tartarugas gigantes descansando na areia. As crianças adoraram também as dançarinas de “Hula Hula” e até hoje brincam de dançar como nas ilhas”.

E, caso ainda não esteja convencido de que o Havaí é o destino ideal para viajar com a família: existe um hotel da Disney na ilha de Oahu que oferece diversas atrações para crianças, entre elas, natação, snorkel e kayak.

Sut-Mie dá algumas dicas para famílias que vão passear nesses lugares:

“Alguns desses lugares são bem longe, mas as crianças se adaptam melhor ao fuso horário do que os adultos. Em 2 dias, já estão tirando de letra! No Havaí, é tudo muito organizado e prático. Na Tailândia, tem que tomar cuidado com a comida picante (provar sempre antes).”

 


Trilhas no Brasil e Safári na África do Sul


Os filhos da Claudine Blanco, do projeto Viajar com Criança, também se interessam muito por atividades ao ar livre e apreciação da vida selvagem.

Os lugares preferidos das crianças são:

 

África do Sul

Viajar com crianca

Foto: Claudine Blanco © viajarcomcriancas

A África do Sul está localizada no extremo sul do continente africano. O país é conhecido pelas riquezas naturais dos parques nacionais. Em um deles, no Parque Nacional Kruger, vivem os “big five”, os cinco animais mais selvagens do território: leão, rinoceronte, búfalo, elefante e leopardo. Dentro da própria reserva, existem os lodges do Parque Kruger, acomodações semelhantes a cabanas que oferecem bastante conforto e são ideais para quem vai passar dias no parque.

A Claudine conta como foi a experiência das crianças nesse lugar incrível:

Eles fizeram coisas que não estão habituados a fazer, como trilhas, nadar em cachoeiras, um Safári, falar uma língua diferente que eles ainda estão aprendendo, tudo é uma aventura e novidade, isso encanta as crianças”.

 

Chapada Diamantina (Brasil)

Viajar com crianca

Foto: Claudine Blanco © viajarcomcriancas

Grutas, cachoeiras e montanhas, a Chapada Diamantina é o paraíso natural no centro da Bahia. As opções de lazer, claro, têm tudo a ver com aproveitar o contato com a natureza.

Claudine conta como seus filhos se divertiram na Chapada: “eles fizeram trilhas e piqueniques nas cachoeiras”.

As opções de hotéis e pousadas na Chapada Diamantina não são muito numerosas mas, no geral, parece que os hóspedes aprovam a recepção, já que os hotéis da região são avaliados positivamente.

 

Ainda ficou alguma dúvida sobre descobrir novos destinos com toda a família? Muitos adultos hesitam em viajar para destinos que, ao primeiro olhar, não parecem preparados para crianças, ou acham que não haverá lazer para todo mundo. A lista acima mostra que existem atividades de lazer em todo o mundo e o melhor de ir a lugares tão distintos é justamente fazer coisas diferentes sempre, o que aumenta o conhecimento de crianças e adultos.

Porém, não deixe de levar em consideração o perfil da criança ao escolher um roteiro com animais selvagens ou trilhas, por exemplo. Claudine explica: “É preciso selecionar as atividades por faixa etária e perfil da família. Tem crianças, por exemplo, que têm muito medo de animais grandes, então, levá-las para África não seria legal. Assim como, para uma criança que não gosta muito de atividades físicas, ter que fazer uma caminhada, mesmo que leve, seria um transtorno”.

E você, já levou a família para passear em algum lugar fora do comum? E tem alguma outra dica para viajar com crianças pelo mundo?